National Bahá’í Communities

A page containing links to the websites of many national Bahá’í communities from around the world.

Bahá’í International Community Representative Offices

The official website of the Bahá’í International Community’s Representative Offices. The site contains news and information about recent activity and provides access to BIC statements, reports, and other publications.

Religião Renovada

Os grandes sistemas religiosos que têm guiado a humanidade ao longo dos milhares de anos podem ser considerados, em essência, como uma religião em desenvolvimento que foi renovada de tempos em tempos, evoluindo à medida que a humanidade passou de um estágio de desenvolvimento coletivo para outro. A religião é um sistema de conhecimento e prática que tem, junto com a ciência, impulsionado a civilização através da história.

A religião hoje não pode ser exatamente o que foi em épocas anteriores. Muito do que é considerado como religião no mundo contemporâneo deve, acreditam os bahá'ís, ser reexaminado à luz das verdades fundamentais postuladas por Bahá’u’lláh: a unicidade de Deus, a unicidade da religião, e a unicidade da família humana.

Observa cuidadosamente que, neste mundo da existência, todas as coisas devem sempre ser renovadas. Olha para o mundo material ao redor: vê como ele foi agora renovado. Os pensamentos têm mudado, os modos de vida têm sido reconsiderados, as ciências e artes mostram novo vigor, descobertas e invenções são novas, percepções são novas. Como, então, seria possível que um poder tão vital como a religião - que é a garantia dos grandes avanços da humanidade, que é o próprio meio para se atingir a vida eterna, a promotora de infinita excelência, a luz de ambos os mundo - como seria possível tal poder não ser renovado?

(‘Abdu’l-Bahá, Selections from the Writings of ‘Abdu’l-Bahá, p. 56)

Vídeo: Uma breve exploração do propósito da religião

Bahá’u’lláh estabeleceu um padrão intransigente: se a religião se torna uma fonte de separação, alienação ou apatia – muito menos violência e terror- é melhor ficar sem ela. O teste da verdadeira religião são os seus frutos. A religião deve comprovadamente elevar a humanidade, criar unidade, forjar o bom caráter, promover a busca da verdade, libertar a consciência humana, promover a justiça social e promover a melhora do mundo. A verdadeira religião fornece os fundamentos morais para harmonizar as relações entre indivíduos, comunidades e instituições em diversos e complexos contextos sociais. Ela fomenta um caráter reto, instila tolerância, compaixão, perdão, magnanimidade, e generosidade. Proíbe danos aos outros e convida as almas a se doarem pelo bem dos outros. Ela transmite uma visão abrangente do mundo e limpa o coração do egoísmo e do preconceito. Inspira as almas a se esforçarem pelo melhoramento material e espiritual de todos, a verem sua própria felicidade na dos outros, a avançarem na aprendizagem e na ciência, a serem um instrumento da verdadeira alegria e a reavivarem o corpo da humanidade.

A religião reconhece que a verdade é uma só, e é por isso que deve estar em harmonia com a ciência. Quando entendidas como complementares, a ciência e a religião fornecem às pessoas meios poderosos de extrair novos e maravilhosos insights sobre a realidade, e a moldarem o mundo ao seu redor, e cada sistema é beneficiado de um grau apropriado de influência do outro. A ciência, quando desprovida da perspectiva da religião, pode tornar-se vulnerável ao materialismo dogmático. A religião, quando desprovida da ciência, torna-se presa da superstição e da imitação cega do passado. Os ensinamentos bahá'ís afirmam:

Colocai todas as vossas crenças em harmonia com a ciência; não pode haver oposição, pois a verdade é una. Quando a religião, despojada de suas superstições, tradições e dogmas ininteligíveis, demonstrar sua conformidade com a ciência, então haverá no mundo grande força purificadora e unificadora que varrerá todas as guerras, desacordos, discórdias, porfias - e então a humanidade será unida no poder do Amor de Deus.

(‘Abdu’l-Bahá, Paris Talks, p. 145)

A verdadeira religião transforma o coração humano e contribui para a transformação da sociedade. Fornece percepções sobre a verdadeira natureza da humanidade e dos princípios nos quais a sociedade pode avançar. Nesta conjuntura crítica da história humana, o princípio espiritual fundamental do nosso tempo é a unicidade da humanidade. Essa simples declaração representa uma verdade profunda que, uma vez aceita, invalida todas as noções passadas de superioridade de qualquer raça ou nacionalidade. É mais que um mero apelo ao respeito mútuo e a sentimentos de boa vontade entre os diversos povos do mundo, por mais importantes que sejam. Implica, então, em uma mudança orgânica na própria estrutura da sociedade e nas relações que a sustentam.